Skip to main content

Celebridade

Naquela conversa de outro dia entre nós, em que eu pensava que éramos apenas nós, a platéia se fez presente e a ausência de alguma atitude sua me fez entrar em parafuso. A Luana não acreditou falou pro Cleber que se impressionou mandou pra frente como corrente pra Bia, Clara, Ana, Vicente. Meio cabisbaixo e desapontado passou pro Eduardo e pro Ricardo que gritaram e anunciaram que uma nova manchete ia ser publicada para as mentes diferentes, aquelas mais pobres que reservam seu tempo para falar de pessoas. E eu ainda não sabia...


Sendo vigiado como celebridade e com os paparazzos a minha volta já não pude comer no McDonald’s e nem sair de noite pra não dar mais o que falar. É sempre um tédio o assédio que os curiosos fazem, te rodeiam, te observam querem saber de verdade o que ta rolando, o que vai rolar. Aff que saco, o que ta rolando? Eu ainda não sei...


Havia dias em que eu cansava dos holofotes, queria ser apenas mais um entre os montes, mas mesmo assim ainda conseguia brilhar. Tem dia em que a gente acorda e quer ficar à vontade, sem frescura, sem moda, sem nada, bem básico. Olha lá eu de novo manchete de mente pobre. E o pior, ainda não sabia...


Conversinhas e mexericos vão chegando aos meus ouvidos. Uns comentários de gente que nem sei, que nem conheço, vão me deixando instigado. “Você é melhor que isso” alguém disse, nem sabia e nem sei. Venci premiações, concursos, muitos sorrisos nas fotos que seriam publicadas com o slogan de “Idiota do Ano” pra massa. Então alguém consciente portando uma mente diferente me deixa saber e passo a ter conhecimento sobre o que está havendo. Então agora, eu já sei.


Mesmo sabendo, estou aqui sendo eu sem nenhuma atitude impulsiva, inconseqüente ou intransigente, respirando fundo e procurando entre os flashes das lentes como tudo começou. A sentença é uma só, inocente e culpado, mas eu decido não ligar, decidi rir, vivenciar.


Pessoas falam, falam, falam e não falam nada. Não vejo nada demais em tentarem atingir com palavras ásperas e duras alguém que eles queiram derrubar. Me conforto com as mentes mais brilhantes que analisam o caso friamente me fazendo entender que não há um ser vivo que inveje o feio, o fraco e o idiota. Então agora bem mais consciente, eu decido sim ser uma celebridade.

Popular posts from this blog

O 'Re'Começo

É sempre assim. Inicia um novo ano e logo vem aquela vontade de mudar tudo que nos incomoda. Posso falar? Acho que as vezes (quase sempre) eu me incomodo comigo mesmo. Me chateia esta preguiça imensa de somente querer... Estou em um daqueles momentos introspectivos. Eu me sinto gritar por mudança, me sinto realmente querer mudar. Mas preguiça, preguiça? Como lidar? Eu não quero somente ser um homem inteligente. Quero também um tanquinho que nem aqueles modelos de cuecas que possuem milhões de seguidores. Acho que quero ser mais sexy do que estar certo. Ser certo é chato, ser sexy é prazeroso. É possível hoje em dia ser o que quisermos ser, certo? E se eu chegar até o fim da minha vida sem saber o que quero? Eu sei, esta difícil entender minha cabeça. Mesmo se as frases forem reordenadas e o verbo conjugado corretamente, ainda assim, eu não me entenderia. Será que meu estresse e confusão possui endereço certo? Eu necessito de contas pagas, de respeito, de experiências incríveis, de ab…

Estamos Aí

Às vezes na vida, mesmo que por 1 minuto ou ao menos 1 dia inteiro nós nos frustramos por estarmos onde estamos. É como se quiséssemos uma evolução maior ou até mais rápida. 
Nos frusta tudo. Começa uma sessão de por quês que não conseguimos explicar. Talvez seja um chamado de mudança, talvez o momento de colocar uma vírgula. Mas não é fácil nos aceitarmos 100%.
É como se aceitando isso estaríamos Ok com os erros cometidos, as decepções encontradas pelo caminho, as traições tão óbvias que nos pegaram desprevenidos. 
Deve ser tão pessoal que ao colocar pra fora faz com que isto se torne mais verdade ainda. 
Podia ser apenas um pesadelo né...é...podia...
Eu entendo...mas não quer dizer que aceite. Quer dizer que...se precisar, estamos aí !

Tudo Bem

Quero chegar em casa e ter tempo para escrever no meu velho diário. Me seduzir em frente ao espelho e repetir por diversas vezes "Estou bem" "Tá tudo bem" "vai ficar bem". As vezes sinto falta do eu comigo mesmo, mas não o suficiente para um tempo encontrar-me.
De vez em quando é somente as palavras profundas, que saltam do âmago da alma que podem expressar qualquer inutil opinão. Tá tudo bem meu lindo, ficará tudo bem querido.
Boa noite!